SITE DE COMPRAS

Loading...

domingo, 27 de junho de 2010

Lidando Com as Fortalezas


No livro de Daniel, lemos uma passagem concernente à intercessão, que será um tremendo desafio para nossa vida de oração, se entendermos plenamente seu sentido.

“Naqueles dias, eu, Daniel, estive triste por três semanas completas. Manjar desejável não comi, nem carne nem vinho entraram na minha boca, nem me ungi com ungüento, até que se cumpriram as três semanas.”

Esse texto deixa claro que existem diferentes formas de jejum. Jejuar não significa sempre a total abstenção de alimentos. Daniel disse: Manjar desejável não comi.

“E eis que uma mão me tocou e fez que me movesse sobre os meus joelhos e sobre as palmas das minhas mãos. E me disse: Daniel, homem mui desejado, está atento às palavras que te vou dizer e levanta-te sobre os teus pés; porque eis que te sou enviado. E, falando ele comigo esta palavra, eu estava tremendo. Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia, em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras; e eu vim por causa das tuas palavras. Mas o príncipe do reino da Pérsia se pôs defronte de mim vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia.” Daniel 10:10-13.

Note, em primeiro lugar, que o anjo não foi enviado do céu até que Daniel orasse. Deus mandou a resposta no primeiro dia. Entretanto, ela demorou 21 dias para chegar. Às vezes, quando oramos, a resposta não chega imediatamente. Isso não quer dizer que Deus não ouviu ou que não enviou a resposta. Ele respondeu, mas a resposta não chegou até nós. O versículo 13 explica que o príncipe da Pérsia opôs-se ao anjo.

A Bíblia não se está referindo aqui a um ser humano. Um anjo não é um ser físico; é um ser espiritual. Em outras palavras, havia na terra um reino físico, um príncipe persa por cabeça. Entretanto, bem acima desse lugar, nas regiões celestiais, havia um reino espiritual. Nesse reino, havia um príncipe que realmente governava o reino da Pérsia. Ele não desejava que o anjo chegasse a Daniel com a resposta. A mensagem que o anjo trouxe a respeito de Israel, era que o reino medo-persa seria dissolvido, o Império Grego viria e finalmente surgiria o Império Romano, que governaria Jerusalém.

Quando o príncipe da Pérsia opôs-se ao anjo, Deus enviou outro anjo, e, finalmente, depois de 21 dias, o primeiro chegou a Daniel com a mensagem. Note o que o anjo disse quando apartou-se de Daniel: Eu tornarei a pelejar contra o príncipe dos persas; e, saindo eu, eis que virá o príncipe da Grécia (Daniel 10:20).

O anjo trouxe a resposta. A chave, porém, era o próprio Daniel. A chave não era Deus. A chave não era o anjo. A chave não era o rei da Pérsia. A figura principal de toda a situação era Daniel. Foi ele o homem que fez as coisas acontecerem por meio da oração perseverante.

A Bíblia diz que não temos que lutar contra carne e sangue. Mesmo assim, ainda temos de lutar. Fico surpreso com os cristãos que dizem: “Por que isso aconteceu comigo?” Algumas pessoas agem como se fossem as únicas com as quais certas coisas acontecem. O diabo, porém, jogará todas as pedras que puder no caminho dos cristãos. Em vez de gastar seu tempo tentando descobrir por que algo aconteceu com você, levante-se, encare o inimigo e diga: “Eu creio em Deus e creio que as coisas vão acontecer exatamente como a Palavra disse que aconteceria. Você não vai me dominar!”

Ore e verá as coisas acontecerem!

Extraído e adaptado do Livro: O Cristão Que Intercede

Autor: Kenneth E. Hagin

Para Meditar: "Eu amo aos que me amam, e os que diligentemente me buscam me acharão." Proverbios 8:17.

Nenhum comentário:

Postar um comentário